terça-feira, 21 de maio de 2013

Creio no Espírito Santo




Arquidiocese de SP
'Não fosse a ação do Espírito de Deus a animar e conduzir a Igreja, esta não teria subsistido ao longo dos séculos', afirma Dom Odilo
A solenidade de Pentecostes, no Ano Fé, leva-nos a recordar aquilo que professa a fé da Igreja: “creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, que procede do Pai e do Filho e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado”.

O Espírito Santo é a 3ª pessoa da Trindade Santa, um só Deus com o Pai e o Filho. Também conhecido como Espírito de Cristo e de Deus, ele é Deus agindo em nós e no mundo, companhia e consolo dos que creem, sabedoria e luz divina a nos guiar, força de Deus a nós comunicada para a perseverança na fé e no bem, íntimo conselheiro a nos indicar o caminho do bem, amparo e defensor nas dificuldades e tribulações da vida.

Não fosse a ação do Espírito de Deus a animar e conduzir a Igreja, esta não teria subsistido ao longo dos séculos. Crer no Espírito Santo, é ter a certeza de que não andamos sozinhos, sem rumo e esperança no mundo, mas contamos com o divino amigo a nos guiar. O Espírito Santo é também a “alma da Igreja”, que lhe dá vida e dinamismo, assiste e conduz para que ela realize com fruto a obra do Evangelho.

“Ele, que falou pelos profetas”, continua a falar pela voz da Igreja, dando vigor e fecundidade à sua pregação e segurança aos seus ensinamentos de fé; ele a assiste em suas decisões e não a deixa enganar-se quando ela fala aos homens sobre as coisas de Deus, a salvação e a vida dos homens.

É o Espírito Santo que conduz no bem a vida e a ação da Igreja e de cada filho de Deus, fazendo-a crescer e frutificar. Por isso, em todas as nossas iniciativas eclesiais e pessoais, invocamos a luz e a graça santificadora do Espírito Santo. A Igreja o faz quando está diante de decisões ou atos importantes como a eleição de um papa, ou a ordenação de um bispo.

O Espírito também nos foi dado no Batismo como “Espírito da filiação”; por ele somos filhos de Deus e reconhecemos a Deus como Pai e a Jesus Cristo como nosso Irmão e Salvador. Mediante o Espírito Santo, podemos dirigir-nos a Deus com a confiança de filhos; ele também nos capacita a viver de maneira digna da nossa condição de filhos de Deus. “Quem não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo” (Rm 8,9).

Nesta solenidade de Pentecostes, com toda a Igreja renovemos nossa fé no Espírito Santo. E lhe sejamos atentos e dóceis, seguindo seus conselhos e inspirações. A Ele confiemos nosso Papa, os bispos e sacerdotes, nossos governantes e autoridades, os pais e educadores e todas as pessoas que têm especial responsabilidade sobre os outros. A ele confiemos nossos jovens para que, repletos dos dons do Espírito, renovem e vivifiquem constantemente a Igreja e o mundo.

Pentecostes no CEAR - 19/05/2013


Cardeal Odilo Pedro Scherer
Arcebispo de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário