quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Orações diante do Santíssimo Sacramento


Ore pelo Maranathá: Vem Senhor Jesus - Domingo no CEAR

Saúdo-Vos, Amor escondido, vida da minha alma!
Saúdo-Vos, Jesus, sob essas frágeis espécies do pão!
Saúdo-Vos, minha Misericórdia dulcíssima, que Vos derramais por todas as almas!
Saúdo-Vos, bondade infinita, que derramais à Vossa vol­ta torrentes de graças!
Saúdo-Vos, à Claridade velada, Luz das almas!
Saúdo-Vos, fonte de Misericórdia inesgotável manancial puríssimo de onde brota para nós a vida e santidade!
Saúdo-Vos, delícia dos corações puros!
Saúdo-Vos, esperança única para as almas pecadoras! (Diário nº 1733 da Santa Irmã Faustina).

Hóstia Santa, na qual está encerrado o testamento da Misericórdia Divina para nós, e especialmente para os pobres pecadores!
Hóstia Santa, na qual está encerrado o Corpo e o San­gue de Nosso Senhor, como testemunho de infinda Misericór­dia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores!
Hóstia Santa, na qual está encerrada a vida eterna e a infinita Misericórdia, concedida copiosamente a nós, e especialmente aos pobres pecadores!
Hóstia Santa, na qual está encerrada a misericórdia do Pai, do Filho e   do Espírito Santo para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores!
Hóstia Santa, na qual está encerrado o infinito preço da misericórdia, que pagará todas as nossas dívidas, e especialmente as dos pobres pecadores!

Hóstia Santa, na qual está encerrada a fonte da água viva que brota da infinita misericórdia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores!
Hóstia Santa, na qual está encerrado o fogo do amor mais puro, que arde no seio do Pai Eterno, como num abismo de infinita misericórdia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores!
Hóstia Santa, na qual está encerrado o remédio para to­das as nossas doenças, que flui da infinita misericórdia, como de uma fonte para nós, e especialmente para os pobres peca­dores!
Hóstia Santa, na qual está encerrada a união entre Deus e nós, pela infinita Misericórdia para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores!
Hóstia Santa, na qual estão encerrados todos os senti­mentos do dulcíssimo Coração de Jesus para conosco, e especialmente para com os pobres pecadores!
Hóstia Santa, nossa única esperança em todos os sofri­mentos e contrariedades da vida!
Hóstia Santa, nossa única esperança em meio das tre­vas e das tempestades interiores e exteriores!

Hóstia Santa, nossa única esperança na vida e na hora da morte!
Hóstia Santa, nossa única esperança em meio aos insucessos e às profundas incertezas!
Hóstia Santa, nossa única esperança em meio às falsi­dades e as traições!
Hóstia Santa, nossa única esperança entre trevas e a perversidade que cobre a Terra!
Hóstia Santa, nossa única esperança em meio a sauda­de e a dor, em que ninguém nos compreende!
Hóstia Santa, nossa única esperança em meio ao labor e a monotonia da vida cotidiana!
Hóstia Santa, nossa única esperança em meio à destrui­ção das nossas esperanças e dos nossos esforços!
Hóstia Santa, nossa única esperança em meio aos ata­ques do inimigo e aos esforços do Inferno!
Hóstia Santa, confio em Vós quando as dificuldades su­perarem as minhas forças, quando eu ver inúteis os meus esforços!
Hóstia Santa, confio em Vós quando as tempestades agitarem o meu coração e o espírito atemorizado inclinar-se para a dúvida!
Hóstia Santa, confio em Vós quando o meu coração tre­mer e quando o suor mortal cobrir a minha fronte!

Hóstia Santa, confio em Vós quando tudo conspirar con­tra mim e o negro desespero penetrar em minha alma!
Hóstia Santa, confio em Vós quando o meu olhar apa­gar-se para tudo que é terrestre, e o meu espírito ver pela primeira vez os mundos desconhecidos!
Hóstia Santa, confio em Vós quando os meus trabalhos superarem as minhas forças e quando o insucesso me acom­panhar continuamente!
Hóstia Santa, confio em Vós quando o cumprimento da virtude me parecer difícil e quando a natureza se revoltar!
Hóstia Santa, confio em Vós quando os golpes do inimi­go forem desferidos contra mim!
Hóstia Santa, confio em Vós quando meus trabalhos e os esforços forem condenados pelos homens!
Hóstia Santa, confio em Vós quando soar o vosso juízo sobre mim, então confio no oceano da vossa Misericórdia! (Diário, nº 356 da Santa Faustina).


Nenhum comentário:

Postar um comentário